We use our own and third-party cookies to improve browsing and provide content of interest.

In continuing we understand that you accept our Cookies Policy. You can modify the cookies storage options in your browser. Learn more

I understand

Artigos

WiBeee: Os consumos na palma da sua mão

ligado .

 

Um especialista em eficiência sempre consigo

Actualmente, na era da informação, os consumidores de energia foram capazes de obter dados relativos aos nossos consumos eléctricos para poder realizar acções para conseguir uma melhoria da eficiência energética das nossas instalações e conseguir poupanças substanciais na factura eléctrica.

Assim, devido à dificuldade para obter dados de consumo dos contadores electrónicos instalados, os utilizadores perdemos a oportunidade de reagir antes de receber a factura eléctrica.

Por esta razão, para nos ajudar a compreender como consumimos a energia e como a podemos reduzir, a CIRCUTOR lança no mercado um dos produtos mais inovadores dos últimos anos: Wibeee.

 


 

O que é o Wibeee?

O Wibeee é um analisador de consumos, monofásico ou trifásico, com conexão inalâmbrica via Wi-Fi, para a aquisição de dados eléctricos de modo a facilitarmos a tomada de decisões na hora de compreender a utilização da energia eléctrica.

O equipamento pode colocar-se em qualquer ponto da instalação, ajudando-nos a detectar qualquer ponto de conflito no qual a energia não seja utilizada de forma eficiente e, dessa forma, contribuir em grande medida para a redução do consumo de energia através da activação remota de alarmes quando forem superados os limites desejados.

Em definitivo, o Wibeee converte-se na ferramenta ideal para tornar eficientes as nossas instalações eléctricas para tomar definitivamente o controlo e decidir como gastar o nosso dinheiro. Por fim, um dispositivo com personalidade, o Wibeee mostra tudo o que antes não conseguíamos ver.

  tornar eficientes as nossas instalações eléctricas

Uma vez conectado via Wi-Fi, acederemos de forma imediata aos dados instantâneos através do nosso Smartphone, tablet ou PC para visualizar, em tempo real, os nossos consumos eléctricos. Para além disso, o Wibeee enviará todos os dados para um servidor na nuvem (servidor Cloud) para que possamos visualizar e comparar, de forma amigável, os diferentes registos de consumos históricos.

Com o Wibeee já não se vai surpreender com a sua factura eléctrica, aprendendo de forma fácil a gerir os seus consumos.

Sem cabos. Sistema sem fios

 

Medida precisa

Wibeee. Sem cabos.Sistema sem fios

  Wibeee. Medida precisa
Todo o sistema foi concebido para monitorizar as informações através de redes de comunicação sem fios. Nada de irá intrometer entre o Wibeee e você.  

Talvez esteja a pensar que uma instalação tão simples possa levar à perda de precisão na medida, mas não é o caso. O Wibeee tem uma percentagem de erro mínima, mantendo assim a garantia de medição que sempre caracterizou todos os equipamentos Circutor.


 

Como o ajuda?

O Wibeee mostra-lhe os dados instantâneos e históricos do consumo eléctrico através de qualquer dispositivo Smartphone, Tablet ou PC com a ajuda do seu servidor web integrado ou através da sua aplicação gratuita Wibeee Circutor, disponível em IOS ou Android. Ou seja, permite a conexão directa através de Wi-Fi para visualizar os seus dados.

O analisador de consumos oferece ainda a possibilidade de ser configurado para enviar dados automaticamente para um servidor na nuvem (servidor Cloud) para o registo de dados. Com o Wibeee conectado à internet, poderemos visualizar dados instantâneos ou históricos através do nosso Smartphone ou ainda receber alertas configurados pelo mesmo. Conecte-se à plataforma web para consultar os seus dados, realizar análises, configurar o seu perfil de utilizador, etc. Para além disso, os registos do analisador na Nuvem são totalmente integráveis com qualquer plataforma do mercado.

Desta forma, o Wibeee converte-se na ferramenta ideal para tornar eficiente a sua instalação eléctrica, controlando e mostrando as suas poupanças, ajudando-o a tomar decisões correctas no âmbito da gestão de eficiência energética.

Controlo do consumo, poupança eléctrica

 

As comparações não são para odiar

Wibeee. Controlo do consumo, poupança eléctrica

  Wibeee. As comparações não são para odiar
O Wibeee recolhe os dados necessários sobre o consumo eléctrico e ajuda-nos a interpretar os mesmos, a conhecer o nosso perfil de consumo e na nossa factura.  

O Wibeee permite analisar a nossa instalação ou instalações realizando comparações entre mais do que um Wibeee ou entre períodos de tempo diferentes, se assim o preferir. Verifique se as acções realizadas para a poupança energética obtêm os resultados esperados.


 

A instalação mais fácil, tão fácil como colocar um íman no seu frigorífico

A instalação de qualquer equipamento de medição eléctrica pode ser uma tarefa complicada, necessita de espaço e
tempo de cablagem. O Wibeee é extremamente fácil de instalar e fica montado em apenas dez segundos.

A nossa tecnologia, cuja fixação faz-se através de um clip, baseia-se no sistema patenteado DINZERO e consiste em fixar de forma fácil no equipamento no cabo ou simplesmente na parte superior de um PIA (Pequeno Interruptor Automático). Uma vez aceso, começará a converter os parâmetros medidos em informações para serem enviadas através de uma conexão inalâmbrica.

Instalações Complexas

 

Instalar o Wibeee

 Instalações Complexas

  Instalar o Wibeee
Outros sistemas requerem um cablado de dispositivos sem espaço, com perigo de electrocussão e perda de precisão.  

Retirar da caixa e ligá-lo ao interruptor, e é tudo. Sem transformadores nem receptores auxiliares e com a precisão necessária.

Sistema patenteado. Novas tecnologias

   

Wibeee. Sistema patenteado. Novas tecnologias

  Wibeee. Sistema patenteado. Novas tecnologias

DESIGN DIN-Zero
O Wibeeee não ocupa espaço. Nada de espaço no seu quadro eléctrico.

 

CONEXÃO-Zero
Encaixe perfeito em qualquer quadro eléctrico sem ligação com cabos.

 


Como interagir com o Wibeee?

O Wibeee regista os parâmetros eléctricos da instalação para que possamos visualizá-los de onde nos seja mais cómodo. A partir do computador do escritório, com um Smartphone na cafetaria da esquina ou a partir do tablet deitados no sofá de casa. O Wibeee também pode integrar-se com o resto dos dispositivos compatíveis com o sistema PowerStudio SCADA.

Os dados ficarão registados no servidor na Nuvem da CIRCUTOR ou poderão ser enviados para um servidor local próprio, escolhido por si mesmo, o sistema que melhor se adeqúe às suas necessidades. Quando tivermos os registos, poderemos aceder aos dados através dos seguintes meios:

O Wibeee regista os parâmetros eléctricos da instalação

LOCAL

 

CLOUD

Aplicação web integrada no dispositivo para configuração e visualização de dados. Consulta através do IP do dispositivo.

 

Aplicação em servidor web com base de dados na nuvem. Consulta através da página wibeee.circutor.com

MÓVEL

 

PowerStudio SCADA

Aplicação especialmente criada para utilização em Android e iOS. Controlo do consumo a partir de qualquer lugar.

 

Compatível com o sistema de gestão e monitorização de dados. Integrável com os restantes equipamentos da sua instalação.

App Wibeee da CIRCUTOR. Tome o controlo a partir do seu Smartphone ou Tablet

A App Wibeee Circutor é utilizada para registar os nossos equipamentos Wibeee a ser instalados, para além de monitorizar os consumos e outras variáveis eléctricas em tempo real ou visualizar os históricos que estes foram registados na nuvem.

O Wibeee Circutor permite-nos conectar o nosso Smartphone ou Tablet à rede SSID de cada Wibeee para mostrarmos passos gráficos fáceis de como realizar a instalação dos equipamentos, adicioná-los a grupos e posteriormente monitorizá-los.

App Wibeee CIRCUTOR

Uma vez configurado o equipamento, poderemos controlá-lo a partir de qualquer ponto de instalação, sem qualquer tipo de esforço, podendo comprovar o estado da nossa instalação, os consumos históricos e alertas como excessos de consumo de energia reactiva, disparo de protecções ou falha na bateria de condensadores.

App Wibeee CIRCUTOR

Descarga gratuita da aplicação:

   

Download App Wibeee

 

Descarga App Wibeee 

Portal Wibeee CIRCUTOR. Tome o controlo a partir do seu PC

Ao instalar o analisador de consumos Wibeee, este começará a enviar dados para o servidor na Nuvem, e é aí que serão armazenados para que os possamos visualizar em qualquer instante, sem necessidade de estar conectado ao próprio equipamento. Para além disso, a partir do portal web podemos configurar o equipamento, criar alarmes ou realizar comparações de consumos entre os diferentes analisadores Wibeee que tenhamos instalados.

Portal Wibeee CIRCUTOR

Uma vez registados na plataforma, acederemos a diferentes ecrãs para a gestão e comparação dos nossos consumos.

Gestão individual

A plataforma web mostra-no um resumo geral de consumos (Energia, emissões de CO2 e gastos em Euros), podendo criar um alarme devido a sobreconsumo.

Para além disso, visualizaremos gráficos de aumento de potência activa, custos, emissões (e temperatura exterior a partir de um servidor externo), em qualquer período, podendo exportar os dados em formato Excel e visualizando um resumo de custos no período seleccionado.

Resumo geral de consumos

A partir deste portal web podemos visualizar dados registados de variáveis eléctricas como por exemplo: tensão, corrente, potência aparente, potência activa, potência reactiva, energia activa, energia reactiva, frequência e factor de potência em qualquer período.

Visualizar dados registados de variáveis eléctricas

Comparações

Uma dados registos os diferentes Wibeees poderemos realizar comparações entre os mesmos para ver qual está a ser o mais eficiente e que consumo tem cada um. Este aspecto é de grande utilidade em instalações de topologia similar, uma vez que o que melhor gerir a energia, pode servir de exemplo para o resto, ajudando a mudar os maus hábitos de utilização.

Para além disso, instalámos vários analisadores Wibeee numa mesma instalação poderemos segmentar os consumos devido a utilizações (iluminação, clima, força, etc.) e verificar como e quando consumimos a energia.

Comparações

 

 

 

Para mais informações não hesite em aceder gratuitamente ao nosso portal Wibeee:

wibeee.circutor.com

 

 
 

Analisador de consumos WIBEEE (ficha de dados, manual, catálogos, etc.)

 

Consultar novidades na Seção Novidades.
Seguir as mensagens no Twitter, e LinkedIn.

Baterias de condensadores estáticas: uma realidade

ligado .

 

Desde há muitos anos a compensação de reacção converteu-se em um dos primeiros passos para melhorar a eficiência energética das instalações. Desde o seu início e com o passar dos anos, as técnicas de compensação evoluíram, adaptando-se a novas necessidades (basicamente a tipologia de cargas que é necessário compensar) e a novas tecnologias disponíveis.

Assim, no início, a técnica de compensação mais habitual era a utilização de baterias de condensadores com manobra por contatores. Este sistema de compensação continua a ser óptimo para sistemas equilibrados e para compensar cargas que tenham cadências de conexão e desconexão sem serem excessivamente rápidas, da ordem dos segundos, mas cada vez é mais normal encontrar, na maioria das instalações, cargas desequilibradas e com cadências de manobras realmente rápidas.

Com o passar do tempo e com a utilização cada vez maior de cargas mais dinâmicas em muitas instalações, houve o aparecimento de uma nova técnica: a utilização dos contatores estáticos (relés de estado sólido ou tiristores) para manobrar os condensadores de uma bateria. Esta técnica dispõe de uma série de vantagens importantes a respeito da compensação com manobra através de contatores:

  • Velocidade de resposta: a utilização de tiristores permite a compensação em instalações com variações de carga altamente flutuantes (em ciclos, da ordem de ms), convertendo-se na melhor solução para a correcção de cosφ de cargas muito rápidas. O caso paradigmático seria a compensação de soldaduras mas também estariam dentro desta lista de cargas susceptíveis os elevadores, ascensores, compressores, etc.
  • Eliminação do desgaste mecânico: os contatores têm uma vida mecânica limitada e isto dá azo à necessidade de manutenções periódicas para assegurar o bom funcionamento da bateria. A utilização de manobra com tiristores eliminar esta necessidade, alargando assim a vida útil do conjunto da bateria e reduzindo os custos de manutenção.
  • Menor ruído: a utilização da electrónica na manobra elimina os ruídos mecânicos gerados pela entrada dos contatores que podem resultar em problemas nas instalações destinadas a serviços.
  • Eliminação de transitórios na conexão: a utilização de placas de controlo de passagem a zero assegura a eliminação de transitórios na conexão do condensador, o que cria uma maior vida útil do mesmo e a eliminação de perturbações na rede eléctrica.

No início desta nova tecnologia o principal problema da mesma eram os custos elevados que tinha, o que significava que o investimento neste tipo de equipamentos suponha para a maioria das empresas períodos de amortização longos que dificilmente justificavam os gastos, mas ainda assim se comparavam com a compensação tradicional com contatores.

FO OPTIM EMS-C 250x250

A CIRCUTOR foi pioneira no desenvolvimento da tecnologia utilizada nas baterias estáticas e inclui as mesmas no seu catálogo há 20 anos, convertendo-se numa referência desta técnica dentro do mercado eléctrico. Nos últimos tempos foi realizado um grande esforços na I+D+i para adequar as novas tecnologias que surgiram a esta técnica de compensação, desenvolvendo uma nova gama de baterias estáticas que recorta drasticamente a diferença de preço entre os sistemas de compensação (contatores/tiristores) e elimina, assim, a discussão principal para a escolha de uma bateria de condensadores estática como método de compensação.

Assim, a CIRCUTOR lançou uma nova gama de baterias estáticas, a EMS-C, ideal tanto para aplicações industriais como por exemplo soldadura com arco, arranque de compressores, gruas ou diferenciais mas também no sector dos serviços, como por exemplo comunidades de vizinhos, para compensar os ascensores, dado que com a técnica tradicional por contatores estes não ficam bem compensados devido à sua rápida cadência de entrada e saída.

Graças à minimização da diferença de custos entre a compensação clássica com contatores e a compensação avançada estática, a CIRCUTOR converte a eleição de uma bateria estática de um pormenor técnico numa realidade tangível, ao alcance de qualquer bolso.

 

Mais informação sobre Serie OPTIM EMS-C. Baterias automáticas de condensadores com contactor estático

 
 

Documentação Baterias de condensadores

 

Consultar novidades na Seção Novidades.
Seguir as mensagens no Twitter, e LinkedIn.

Condensadores Heavy Duty de CIRCUTOR

Condensadores Heavy Duty da CIRCUTOR

ligado .

Uma das soluções habituais para incrementar esta eficiência energética é a compensação da energia reactiva e o seu elemento chave é o condensador.

Robustez consolidada

O aumento do custo da energia eléctrica e a maior sensibilidade quanto ao meio ambiente leva-nos a melhorar a eficiência energética. Uma das soluções habituais para incrementar esta eficiência energética é a compensação da energia reactiva e o seu elemento chave é o condensador.

Maior resistência à temperatura 65 ºC pontualmente

De há vinte anos para cá a CIRCUTOR utiliza a tecnologia de impregnação de gás que, juntamente com outros avanços, dota os condensadores de características conhecidas no mercado como a Heavy Duty. Os condensadores suportam 1,8 vezes a intensidade nominal de forma permanente, chegando a 2,5 In pontualmente, e podem alcançar uma corrente de pico até 400 vezes a corrente nominal. A classe D da IEC-60831, norma de fabrico de condensadores de baixa tensão, marca como valor máximo de trabalho 55ºC, no entanto, a robustez do condensador Heavy Duty da Circutor permite-lhes trabalhar em condições extremas de temperatura suportando, pontualmente, até 65ºC, sendo este outro valor um valor chave para garantir as 150 mil horas de vida útil. Todas estas características fazem com que os condensadores Heavy Duty da CIRCUTOR sejam muito resistentes e duradouros.

No caso do Heavy Duty da CIRCUTOR o material chave é o polipropileno metalizado, tendo sempre origem europeia com o mais alto desempenho.

Matérias primas europeias para uma maior durabilidade

Para que estes condensadores Heavy Duty suportem as condições mais exigentes de trabalho, com temperaturas extremas e flutuações na tensão e na corrente de trabalho, a CIRCUTOR segue uma política de eleição de matérias primas de maior qualidade. No caso do Heavy Duty da CIRCUTOR o material chave é o polipropileno metalizado, tendo sempre origem europeia com o mais alto desempenho.

Os condensadores Heavy Duty da CIRCUTOR impregnados em gás inerte (tecnologia DRY) são muito seguros contra incêndio e fugas de produtos tóxicos, para além disso, são biodegradáveis, ao contrário das tecnologias de papel metalizado impregnado em óleo ou de resinas sólidas ou semi-sólidas que são inflamáveis. Outras vantagens da impregnação com gás inerte são:

  • Um peso menor em comparação com outros condensadores de potência igual, melhorando assim os custos de transporte, bem como as baterias do equipamento, conseguindo uma maior eficiência e vantagem em custos, tanto para o utilizador final como nas quantidades totais para toda a cadeia de aprovisionamento.
  • Maior segurança, devido a uma maior eficiência do sistema de protec-
    ção por válvula interna de sobrepressão. Ao não existir líquido impregnante (óleo) ou sólido (resina termo endurecida), os gases dos elementos de capacidade emitidos em caso de defeito actuam directamente sobre esta válvula interna de segurança através de sobrepressão.
  • A não existência de fugas também permite diversas formas de montagem, adaptáveis aos diferentes tipos de armários que existem, conseguindo uma excelente adaptação à solução final de cada utilizador
  • A respeito do meio ambiente, ao serem condensadores impregnados de gás inócuo e inerte, estão livres de óleos ou outros impregnantes e riscos de fugas.

Graças ao design optimizado do condensador Heavy Duty da CIRCUTOR, se conseguirem estas prestações avançadas, mantendo o necessário grau de refrigeração para conseguir até 150 mil horas de vida útil.

Os condensador Heavy Duty de CIRCUTOR impregnados de gás inerte (tecnologia DRY) são muito seguros

Durabilidade e segurança como factor chave

Outra vantagem junto ao impregnante de gás inerte destes condensadores Heavy Duty, é a capacidade de auto cicatrização do metalizado (Figura 1), que evita a progressão de fugas após uma falha do dieléctrico. Isto permite suportar melhor as sobretensões na rede, altas temperaturas de trabalho e presença de correntes harmónicas na rede a compensar, ou até um alto número de manobras de conexão.

Processo de Autocicatrização do Metalizado

Como qualquer outro material, o polipropileno degrada-se quimicamente com o passar do tempo, o qual se soma aos factores eléctricos de stress do condensador. Deste modo, convém equipa os condensadores com sistemas de protecção adequados para que, em caso de necessidade, se assegure a retirada dos mesmos de serviço sem criar qualquer problema nos elementos circundantes (outros condensadores, aparelhos de manobramento, regulador...). Neste sentido, os condensadores Heavty Duty da CIRCUTOR dispõem de um sistema de protecção de sobrepressão que actua em caso de um aumento da pressão interna apenas com um valor superior aproximado de 506 hPa (0,5 bar), desligando o condensador da rede de forma segura tal como se indica na Figura 2 anexa.

Figura.2  Os condensadores Heavy Duty da CIRCUTOR dispõem de um sistema de protecção por sobrepressão que actua em caso de um aumento da pressão interna, desligando o condensador da rede.
Figura.2 
Os condensadores Heavy Duty da CIRCUTOR dispõem de um sistema de protecção por sobrepressão
que actua em caso de um aumento da pressão interna, desligando o condensador da rede.

Fabrico, o passo chave para a qualidade

Na figura 3 anexa, podemos observar os principais elementos que constituem os condensadores cheios de gás Heavty Duty da CIRCUTOR.

Article-HeavyDuty-figura3-pt
Figura 3

O seu processo de fabrico inclui a premissa básica de qualquer produto fabricado pela CIRCUTOR para conseguir as máximas garantias de qualquer e fiabilidade. Desta forma, o processo produtivo dos condensadores inclui alguns aspectos que merecem ser mencionados:

  1. Uma vez montadas as bobinas no interior do tubo de alumínio, é vital se certificar da eliminação total de toda a possível humidade nos seus elementos constitutivos sendo que cada condensador é submetido a um processo de vazio exaustivo e amplo, em autoclave como pode observar na Figura. A garantia de que não existe no interior do condensador qualquer rasto de humidade ou de oxigénio é essencial para evitar a oxidação da parte metalizada da película de polipropileno. Ao evitar esta oxidação impedimos uma rápida deterioração do condensador e, portanto, reduzimos as perdas dieléctricas, baixando as descargas internas e melhorando a sua capacidade durante a vida útil.
  2. Uma vez finalizado o processo de vazio, os condensadores são cheios com uma mistura de gases N2 (Nitrogénio) e He4 (isótopo de massa atómica 4 de gás hélio que é outro elemento natural e inerte, de densidade muito baixa, incolor, inodoro e insípido), de novo em condições de vazio, até conseguir uma pressão interna no condensador ligeiramente superior a 1013 hPa (1 atm). A figura 4 mostra em detalhe o dito processo de enchimento.
  3. Como pode observar na figura 4, durante o processo de enchimento e selagem dos condensadores, a tampa já equipa o conjunto de terminais para a sua conexão à rede (figura 5). Tais terminais incluem as resistências de descarga adequadas para a descarga do condensador até um valor inferior a 75 V depois de 3 minutos a partir da desconexão da rede, tal como determina a norma pertinente IEC 60831-1.
  4. O processo de fabrico culmina com a realização de um teste fundamental para garantir a qualidade e a fiabilidade de cada condensador: a verificação da selagem para corroborar que não existe uma fuga de gás interna. No caso de ser detectada a mínima fuga, este condensador seria retirado do processo de produção.
Figura 4 Processo de enchimento e selagem dos condensadores.
Figura 4. 
Processo de enchimento e selagem dos condensadores.
Figura 5 Terminais para conexão à rede
Figura 5. 
Terminais para conexão à rede.

Conclusões

Em resumo, podemos destacar a robustez dos condensadores Heavy Duty, um equipamento fiável que suporte 1,8 a intensidade nominal de forma permanente e até 2,5 In de forma pontual, chegando a um pico de corrente de até quatrocentas vezes In e garantindo uma ampla vida útil de até 150 mil horas. Todas estas características fazem com que o condensador Heavy Duty da CIRCUTOR seja muito resistente e duradouro.

Consciente das necessidades do mercado, a CIRCUTOR dispõe de mais de 6 mil condensadores Heavy Duty em stock, prontos para ser entregues a pedido aos seus clientes. A CIRCUTOR é o parceiro ideal em soluções de compensação de reactiva, graças aos seus condensadores Heavy Duty e aos seus reguladores.


Transferir em formato pdf PDF 
este artigo: es  en  fr  de  pt  pl  e
a promoção: es  en  fr  de  pt  pl
Seguir as mensagens no Twitter, e LinkedIn.

Eficiência energética, auto-consumo e carregamento de veículo eléctrico

ligado .

 

A receita ideal para melhorar a sustentabilidade das empresas

A assinatura de acordo de colaboração entre a FEC (Future Energy Consulting, Services Gmbh) e CIRCUTOR em Fevereiro de 2014 para o impulso e o desenvolvimento de actividades relacionadas com a comercialização de soluções de eficiência energética e aproveitamento de energia solar já deu os seus primeiros frutos.

Ao longo do primeiro ano de trabalho conjunto desenvolveram-se três projectos que tornam realidade a combinação perfeita para fornecer sustentabilidade ambiental, viabilidade económica e projecção social a empresas tão diferentes como um concessionário de automóveis ou uma empresa de processamento e enlatamento de legumes no Sul de Espanha.

A FEC integra no seu grupo a empresa de promoção de projectos Pro Consult e a engenharia especializada na implementação de sistemas de energia solar SOLAREC. Ambas trabalharam conjuntamente com a CIRCUTOR para o design, construção e colocação em funcionamento dos três primeiros projectos de uma longa lista que se irá realizando nos próximos meses.


A solução oferecida pela Pro Consult às empresas integra-se no término SUN TOWER que resume os conceitos de:

  1. Melhoria da eficiência energética do edifício através da implementação de uma aplicação de monitorização energética com POWER STUDIO SCADA.
  2. Aproveitamento do potencial auto-produtor de electricidade do edifício através da instalação de soluções fotovoltaicas como o seguidor solar SUN TOWER, sistemas solares sobre cobertura e as pérgulas fotovoltaicas PVing Park da CIRCUTOR.
  3. Adaptação do edifício para a chegada do veículo eléctrico através da instalação de pontos de recarregamento RVE2-P da CIRCUTOR na zona de estacionamento solar.

A proposta baseia-se na garantia de oferecer a cada cliente a melhor solução, adaptada às suas necessidades de consumo e as suas possibilidades de espaço disponível. Soluções maduras, tecnologia contrastada e fornecedores financiáveis. Deste modo, os projectos podem ser abordados por parte das empresas com a confiança de que os resultados de poupança compensaram o investimento realizado e de que o financiamento das actuações está assegurado.

Actualmente, os custos energéticos supõem uma elevada percentagem de gasto das empresas e, para além disso, com a incerteza de que a sua evolução possa pôr em risco a competitividade da actividade. Poder gerar com o sol, no próprio edifício, entre 30 a 50% da energia necessária e reduzir esta necessidade a uma quantidade mínima necessária graças à monitorização de consumos que permitem definir as melhores acções a realizar e quantificar os seus resultados são a força destas soluções.

Poder gerar com o sol na própria empresa  cerca de 50% da energia necessária
Poder gerar com o sol na própria empresa
cerca de 50% da energia necessária

Todos estes projectos realizados foram legalizados sob a denominação de instalação fotovoltaica interconectada à rede inferior sem encaminhamento para a rede de excedentes energéticos. Esta fórmula alivia, de uma forma considerável, os requisitos administrativos das instalações solares criadas para o auto-abastecimento dos edifícios. O sistema tem por objectivo a redução do consumo interno de electricidade, a independência energética e a localização na geração de energia e não a mera geração de energia para a sua injecção para a rede de distribuição.

A regulação da produção solar realiza-se através do Controlo Dinâmico de Potência (CDP) criado pela CIRCUTOR. Este dispositivo envia uma ordem de modulação de potência aos inversores do sistema solar para que estes adaptem a potência gerada a um valor máximo, sempre inferior, à potência instantânea exigida a todo o momento pelas cargas.

O facto de que os sistemas fotovoltaicos para o auto-consumo produzam uma parte da energia necessária aos edifícios e não injectem para a rede excedentes permite à administração atribuir-lhes um conjunto de sistemas de poupança de energia e, assim, facilita a sua tramitação. Da mesma forma, a ausência de reencaminhamento para a rede liberta estes sistemas das restrições de potência máxima instalável em função da capacidade de evacuação da rede de distribuição.


O termo SUN TOWER engloba grandes características para a implementação do software de gestão energética PowerStudio Scada, sistemas solares sobre seguidor solar, revestimento e pérgolas fotovoltaicas PVing Park da CIRCUTOR e pontos de carregamento rápido RVE2-P para veículos eléctricos.

O termo SUN TOWER engloba grandes características para a implementação do software de gestão energética PowerStudio Scada, sistemas solares sobre seguidor solar, revestimento e pérgolas fotovoltaicas PVing Park da CIRCUTOR e pontos de carregamento rápido RVE2-P para veículos eléctricos.


Os sistemas para auto-consumo solar fotovoltaico sem reencaminhado para a rede estão a ser apoiados por um número crescente de administrações que permite a sua legalização de uma forma simples, rápida e económica sem necessidade de processos prévios de aprovação por parte das empresas distribuidoras.


A integração de todas as actuações realizadas nos diferentes projectos numa mesma plataforma mediante a aplicação de monitorização e supervisão POWER STUDIO SCADA permite não só quantificar a produção solar de cada um dos sistemas mas também realizar o seguimento da evolução dos consumos de cada secção produtiva das empresas bem como do impacto das diferentes acções de poupança energética implementadas.

A integração de todas as actuações realizadas nos diferentes projectos numa mesma plataforma mediante a aplicação de monitorização e supervisão POWER STUDIO SCADA permite não só quantificar a produção solar de cada um dos sistemas mas também realizar o seguimento da evolução dos consumos de cada secção produtiva das empresas bem como do impacto das diferentes acções de poupança energética implementadas.


A aplicação SCADA permite à SOLAREC realizar os trabalhos de manutenção preventiva e correctiva para assegurar os resultados garantidos em cada um dos projectos bem como o design das estratégias de melhoria futuras para cada utilizador.

Através da simulação de factura e do impacto na mesma da poupança proporcionada pela produção solar, poder-se-á comprovar tanto a evolução da rentabilidade das inversões como os custos específicos de energia de cada um dos processos da actividade em cada indústria.
Tanto o design da aplicação da POWER STUDIO como a sua implementação bem como a montagem eléctrica destes projectos foi realizada pela empresa de engenharia e instalações especializadas da CIRCUTORAseprel, SL. (www.aseprel.es)

A implantação dos pontos de carregamento de veículo eléctrico RVE2-P em cada um dos projectos realizados não transmite apenas aos trabalhadores e clientes das empresas uma imagem de modernidade e compromisso para com o meio ambiente mas adapta também as infra estruturas às novas normas de transição energética focalizadas na mobilidade como a mais recentemente aprovada ITC-BT-52 do Regulamentação Electrotécnica de Baixa Tensão.

Os nominais de 246 kW que somam os três projectos executados têm um potencial de produção anual de cerca de 400.000,00 kWh anuais. Esta energia significará uma poupança aproximada na factura de 80.000 €/ano e uma redução de 90 toneladas de emissão de gases de efeito de estufa anualmente. Para além disso, os três novos pontos de carregamento RÁPIDO para veículos eléctricos supõem a base de uma infraestrutura provincial que permitirá o desenvolvimento destes veículos acarretando maiores reduções de custos e emissões nos próximos anos.

Estes projectos posicionaram, sem qualquer dúvida, as empresas do grupo FEC Services na vanguarda tecnológica de aproveitamento energético nos edifícios e como líder do sector no Sul de Espanha, feito que permitiu a captação de novos projectos bem coo a expansão da sua actividade para outras zonas com necessidades similares e grande potencial de poupança.

A partir da experiência adquirida nestes primeiros projectos, já em funcionamento, FEC Services e CIRCUTOR trabalham na adaptação deste esquema de colaboração em países da América Latina nos quais existe uma grande necessidade de criar soluções de eficiência energética, auto-consumo de energia solar e integração de mobilidade eléctrica. Neste sentido, destacam-se primeiros projectos no México e no Chile.

Para contactos e mais informações: www.proconsult.es


Fichas de projectos realizados

  • Cliente: Premium Almería
  • Acções realizadas:
    • Aplicação de software SCADA
    • Instalação do Seguidor Solar SUN TOWER
    • Instalação de pérgula fotovoltaica PVing PARKS de 4 placas.
    • Montagem de ponto de carregamento de veículo eléctrico RVE2-P.
  • Potência fotovoltaica instalada: 21 kW
  • Colocação em funcionamento: Junho de 2014
  • Localização: Huércal, Almería
Premium Almería
  • Cliente: Frutas Escobi
  • Acções realizadas:
    • Aplicação SCADA
    • Instalação do Seguidor Solar SUN TOWER
    • Instalação de pérgula fotovoltaica PVing PARKS de 8 placas.
    • Instalação solar em cobertura
    • Montagem de ponto de carregamento de veículo eléctrico RVE2-P.
  • Potência fotovoltaica instalada: 60 kW
  • Colocação em funcionamento: Setembro de 2014
  • Localização: El Ejido, Almería
Frutas Escobi
  • Cliente: Hortofrutícola Las Norias
  • Acções realizadas:
    • Aplicação SCADA
    • Instalação do Seguidor Solar SUN TOWER
    • Instalação de pérgula fotovoltaica PVing PARKS de 54 placas.
    • Instalação solar em cobertura
    • Montagem de ponto de carregamento de veículo eléctrico RVE2-P.
  • Potência fotovoltaica instalada: 165 kW
  • Colocação em funcionamento: Janeiro de 2015
  • Localização: El Ejido, Almería
Hortofrutícola Las Norias

 

 

Transferir em formato pdf PDFes  en  de  fr  pl  pt

 
 

Mais informação sobre Recarga Inteligente para Veículos Eléctricos

 
 

Mais informação sobre Energias renováveis

 

Consultar novidades na Seção Novidades.
Seguir as mensagens no Twitter, e LinkedIn.

Directiva Europeia de Auditorias Energéticas: obrigação para as empresas e oportunidade para o sector

ligado .

A União Europeia, através da Directiva 2012/27/UE,  de 25 de Outubro de 2012, marcou como data limite o dia 5 de Dezembro de 2015 para que as empresas dos países membros realizam auditorias energéticas de forma independente por peritos qualificados e/ou acreditados. Esta Directiva é de cumprimento obrigatório em todos os países membros e as sanções administrativas por não o realizar atempada e de forma correcta as auditorias energéticas podem ir desde 300 € a 100 mil €, sem menosprezar outras responsabilidades civis ou penais.

Concretamente, as empresas obrigadas são:

  • Empresas com mais de 250 funcionários e que facturem mais de 50 milhões de euros anualmente.
  • E empresas que tenham um balanço anual geral de 43 milhões de euros.

Assim, a Directiva indica a necessidade de os Estados membros fomentarem as auditorias energéticas nas PME. Também detalha mecanismos de financiamento e subvenção para acções de auditoria, formação e acções de melhoria em eficiência energética. O objectivo é que cada Estado membro se alinhe com o plano estratégico de Energia de 2020 da União Europeia.

Como podemos cumprir com a Directiva de Eficiência Energética nas nossas instalações?

Tal como indicado na Directiva, existem vários passos que devemos realizar para cumprir a lei:

  • Realizar as auditorias atempadamente e na forma correcta. Contar com um parceiro chave nesta matéria é fundamental: as Empresas de Serviços Energéticos desempenham aqui um papel primordial que juntamente com a CIRCUTOR dispõem de linhas de colaboração abertas que podem ser consultadas a partir da nossa rede comercial.
  • Verificar que as propostas do projecto de eficiência energética ajustam-se à realidade da nossa instalação, valorizando o investimento, o retorno económico e a qualidade da proposta. Aqui são indicados diferentes projectos de melhoria em eficiência energética já publicados.
  • Informar e formar os utilizadores finais das instalações. Os hábitos de consumo dos utilizadores desempenham um papel importante em todo o projecto de eficiência energética e seu cumprimento adequado. Esta informação e formação não devem ser pontuais mas sim periódicas, devido aos avanços tecnológicos, rotação de pessoal e hábitos em constante mudança nos estilos de vida. A partir da CIRCUTOR levamos um programa contínuo de formação nas diferentes áreas de eficiência energética, presencialmente ou online.

Benefícios da Directiva Europeia para as empresas e para a economia

Graças à Directiva, haverá menos benefícios económicos devido a uma maior eficiência das empresas que realizem as auditorias e melhorias de eficiência energética. Outras empresas que também beneficiarão de forma directa são:

  • Empresas de serviços energéticos que tenham linhas de trabalho em matéria de auditoria energética e técnicos adequadamente formados e certificados, segundo indicado por Lei.
  • Empresas de instalação e engenharia que criem, implementem e dêem seguimento às melhorias de eficiência energética para cumprir os objectivos.
  • Empresas de distribuição de material eléctrico com pessoal qualificado, capazes de oferecer serviços de valor adicional no campo da Eficiência Energética.

Tanto assim, é uma empresa obrigada ao cumprimento da Directiva Europeia, como de serviços energéticos, instaladora ou distribuidora de material eléctrico, pode contar com a CIRCUTOR como parceira para cumprir a lei e obter os benefícios da Eficiência Energética.


Contacte-nos:
t. (+34) 93 745 29 00
 

 

 

Gestão eficiente dos sistemas de telecomunicações

ligado .

 

Aspectos chave para as empresas de telecomunicações

As empresas de telecomunicações necessitam de adaptar os sistemas tradicionais de gestão mais robustos e eficientes. Hoje em dia, já não é válido realizar uma gestão presencial nos diferentes centros sendo que o êxito se baseia na automatização dos diferentes sistemas de controlo para conseguir instalações de alta qualidade, confiabilidade e disponibilidade.

O ponto mais crítico a ter em conta nas instalações de telecomunicações é assegurar a continuidade do fornecimento, uma vez que qualquer incidente neste aspecto provoca graves reclamações por parte dos utilizadores, para além de necessitar da presença humana para a solução do problema. Para além disso, outro aspecto importante é o controlo energético através do qual os gestores podem monitorizar e controlar cada estação de forma remota, actuando de forma instantânea.

4 objectivos chave

A CIRCUTOR, como referência no sector da eficiência energética, oferece às empresas de serviços de telecomunicações uma ampla gama de equipamentos para conseguir com êxito um controlo eficiente das suas instalações, quer sejam estações remotas ou centros de processamento de dados.

Para conseguir tal êxito, existem vários objectivos que se devem ter em conta, como por exemplo:

  1. Continuidade do fornecimento
    Garantir a continuidade do fornecimento através de sistemas de protecção e reconexão automática.
  2. Gestão da eficiência energética
    Garantir a eficiência energética da instalação (controlo e redução do consumo).
  3. Gestão dos alarmes
    Gerir, de forma eficiente, os alarmes (intrusão, balizas, disparos intempestivos...)
  4. Criação do sistema de gestão
    Garantir um sistema robusto de gestão global dos diferentes centros (controlo centralizado).

Como realizar os 4 objectivos ?


1. Continuidade do fornecimento

O aspecto mais crítico neste tipo de instalações é o assegurar da continuidade de alimentação. Qualquer corte eléctrico implica enormes perdas económicas, para além da necessidade de interacção humana para a resolução do problema. Para mitigar este problema, a solução passa pela instalação de equipamentos de protecção magneto térmica e diferencial ultra imunizada da CIRCUTOR, associados a sistemas de reconexão automática tipo RECmax.

A instalação de diferenciais ultra imunizados garante a correcta actuação das protecções, evitando possíveis disparos intempestivos devido a mau funcionamento. Para além disso, a existência de equipamentos de alimentação contínua, como SAI, implica a instalação de equipamentos de protecção e monitorização diferencial Classe B, para assegurar um funcionamento correcto das protecções em caso de fuga de terra uma vez que os mesmos foram especialmente criados para actuar tendo em conta fugas de componente alternada e contínua.

Por sua vez, os equipamentos de reconexão asseguram a continuidade de alimentação sem necessidade de intervenção externa em caso de uma falha temporal.

Cabe destacar que os equipamentos terão de incorporar comunicações para poder realizar acções remotas de telecomando, monitorizando sempre o estado das protecções e actuando em consequência quando seja necessário, quer seja por manutenção ou por prevenção.

Como elemento adicional para as estações é recomendável instalar equipamentos de controlo das balizas externas como o TB-3. Estes equipamentos activam um sinal de alarme de luz fundida, podendo ser integradas no sistema de gestão e controlo.

Article-telecom-continuidad-pt

RECmax
Magneto térmico diferencial coo reconexão automática e ecrã (LCD)

O RECmax LPd associado aos toroidais WGC assegura uma protecção diferencial e magneto térmica com religação automática após um disparo por defeito diferencial, sobrecarga ou curto-circuito. É uma solução bastante adequada para as infraestruturas que, pela sua localização, são de controlo e vigilância difíceis em quadros eléctricos de:

  • Sistemas de telefonía
  • Sistemas de TDT
  • Sistemas informáticos (SAI)

RECmax. Magneto térmico diferencial coo reconexão automática e ecrã (LCD)

Classe B
Gama completa de equipamentos de protecção de monitorização diferencial de classe B

Com a gama de protecção diferencial de classe B da CIRCUTOR, pode cobrir todos os níveis de protecção da sua instalação.

Article-telecom-fig-clase-b-pt


2. Gestão da eficiência energética

Todo o sistema orientado para a eficiência energética eléctrica terá de ter equipamentos capazes de registar as magnitudes eléctricas para onde onde e como se consome. Uma vez que são obtidos tais dados, procede-se à análise dos mesmos para detectar as ineficiências e realizar acções correctivas muito concretas para conseguir uma melhoria energética.

Através dos analisador de redes CVM é possível o registo, a monitorização e a gestão de consumo e magnitudes eléctricas nos diferentes centros.

Para realizar uma gestão correcta, é necessária a segmentação das medidas medindo a cabeceira da instalação e directamente nas cargas ou equipamentos.

  • Monitorização em cabeceira 

Article-telecom-ahorro-pt

Ao monitorizar os consumos na cabeceira registar-se-á quanta energia consome o centro e se a potência contratada com a empresa eléctrica é ajustada à realidade. Portanto, o primeiro dado a avaliar será a possível redução da potência contratada.

Outra vantagem significativa será a possibilidade de auto-facturação uma vez que ao dispor a todo o momento de dados energéticos, o gestor pode adiantar-se à recepção da factura oficial da empresa eléctrica. Graças a isto, o departamento responsável poderá realizar uma previsão correcta de pagamentos.

Não se pode esquecer que as penalizações existentes de energia reactiva podem supor um aumento notável na factura eléctrica. Por este motivo, os analisadores são a ferramenta básica para detectar a necessidade de instalação de uma bateria de condensadores para evitar a sobrecarga inesperada na factura mensal.

Instalando uma bateria de condensadores série Optim P&P (Plug&Play) evitar-se-ão as sobretaxas de energia reactiva no centro, conseguindo a redução do montante da factura eléctrica.

  • Monitorização de equipamentos

De um modo geral, pode-se estimar que 100% da energia total consumida nas estações ou CPD, 60% corresponderiam a consumos eléctricos de infraestruturas e os 40% restantes corresponderiam à refrigeração.

  • Climatização

A partir disto, pode-se observar que o controlo da refrigeração é um aspecto muitíssimo importante no impacto da factura eléctrica. Para realizar uma gestão correcta dos sistemas de climatização devem instalar-se sondas de temperatura e humidade para poder actuar sobre os sistemas de ventilação e ar condicionado.

A chave é utilizar as saídas digitais dos analisadores de redes CVM ou gestores energéticos EDS da CIRCUTOR para activar/desactivar os ventiladores, de acordo com as características ambientais. Quando a gestão utilizando ventiladores não é suficiente, procederse- á à activação dos sistemas de ar condicionado até chegar ao nível de consigna programada. Esta utilização eficiente e racional dos sistemas de refrigeração permite poupanças importantes neste âmbito as quais recordamos que supõem cerca de 40% do total.

  • Iluminação

Para ter uma visão global do sistema não se esqueceu a gestão do consumo na iluminação. A análise destes consumos é importante para poder contabilidade a futura poupança energética graças à substituição por lâmpadas mais eficientes. Consultando dados históricos poder-se-á comprar a poupança energética de cada centro em função do tipo de lâmpada instalada.

  • Equipamentos Informáticos

Article-telecom-conduct-pt

Em qualquer sistema produtivo pode calcular-se a eficiência energética comparando a energia realmente útil tendo em conta toda a que necessita o sistema. Com estas informações e sabendo onde se produzem as ineficiências, podem ser conseguidas poupanças substanciais e uma operação mais respeitosa com o meio ambiente.

Nos Centros de Processamento de dados, o factor energético é tão importante porque tem um indicador específico: o PUE ou Eficiência na Utilização da Energia (Power Ussage Effectiveness) definido através da norma emitida pela The Green Grid; entidade de âmbito mundial constituída por mais de 175 empresas de renome internacional.

A Comissão Europeia também dispõe de um código de conduta para reduzir o impacto dos crescentes consumos energéticos dos centros de dados.

A comissão específica é o método de cálculo do PUE de acordo com a seguinte fórmula:

Article-telecom-pue-pt

Para além disso, a Agência de Protecção do Meio Ambiente da UE (EPA), indica os seguintes valores do PUE como referência:

Empresas com a Googleconseguiram com que oPUE médio dos seus CPDseja de 1,22, sendo quealguns chegaram a valoresde 1,15

      • Histórico 2.0
      • Tendência actual 1.9
      • Operações optimizadas 1.7
      • Boas práticas 1.3
      • Estado da arte 1.2

Portanto, uma das chaves do êxito num projecto de melhoria energética está em medir os consumos em cada tipo de equipamento (climatização, equipamentos de comunicação, alimentação de SAI, iluminação, temperatura,...) através de analisadores de redes CVM, para actuar adequadamente e conseguir maiores rendimentos.


3. Gestão dos alarmes

O surgimento de qualquer alarme num centro ou estação pode implicar a actuação do pessoal de manutenção. Para poder actuar a tempo e minimizar o custo operativo, terá de existir um sistema de alarmes rápido, seguro e eficaz. As empresas de telecomunicações devem dispor de sistemas próprios de alarme através de avisos por mensagens SNMP (Simple Network Management Protocol) pelo que qualquer sistema gestor deverá poder enviar os diferentes alarmes programados directamente ao servidor.

O gestor energético EDS, responsável pela gestão dos equipamentos instalados no centro, enviará directamente qualquer alarme ao servidor SNMP da empresa de telecomunicações. Assim, de forma imediata, proceder-se-á à realização da acção de forma oportuna para mitigar a incidência, quer seja actuando em pessoa ou através de telecomando.

Article-telecom-solucion-scada-pt


4. Criação do sistema de gestão

Uma vez definidos os equipamentos necessários para o controlo local de cada centro ou estação, terá de ser desenvolvida a infraestrutura de gestão global. Esta deverá ser capaz de interagir com cada centro e, por sua vez, reportar as informações armazenadas de forma automática para obter uma visão global do sistema.

As informações devem fluir de forma contínua desde a origem até ao centro de controlo seguindo uma estrutura com redundância de dados.

Article-telecom-sist-gestion-pt

A arquitectura de instalação viria definida em três blocos:

  • Gestão local

Tal como se detalhou nos pontos anteriores, terão de ser seleccionados vários dispositivos para conseguir uma maior eficiência no âmbito da gestão energética. Uma vez seleccionados os equipamentos, estes devem ser conectados a um gestor energético com comunicações e base de dados tal como o EDS (Efficiency data server) da CIRCUTOR.

O equipamento EDS conta com um software Scada incorporado através do qual se monitorizam e guardam, em tempo real, as diferentes variáveis dos equipamentos bem como a gestão de entradas/saídas para o controlo da estação. Para além disso, este conta com comunicações Ethernet ou 3G (segundo o modelo) para se concertar com um sistema de gestão intermédio.

É importante indicar que o equipamento EDS é capaz de gerir qualquer alarme que apareça no centro, enviando mensagens através de SNMP para o servidor central de controlo da empresa de telecomunicações.

Article-telecom-gestion-local-pt

  • Gestão intermédia

A transmissão e tratamento de dados é um dos aspectos mais relevantes a definir. Para um funcionamento correcto do sistema, cada centro local deverá conseguir conectar-se com um sistema superior capaz de controlar, de forma centralizada, os diferentes centros. Este sistema ficará encarregue de exigir automaticamente todos os dados armazenados nos gestores EDS bem como, visualizar/gerir o estado de cada um dos dispositivos instalados.

Para tal, cada centro local enviará os dados para um servidor intermédio onde estará instalado o software de análise energética PowerStudio Scada, controlando de uma forma centralizada as diferentes instalações associadas.

A plataforma PowerStudio Scada recolherá e armazenará todas as informações regionais para, posteriormente, enviar as mesmas para o sistema de gestão localizado na central. Desta forma, consegue fazer-se com que o nível de informação se divida em sectores sem saturar o servidor central, tornando-o mais eficiente para a sua posterior gestão para além de assegurar a redundância dos dados uma vez que os mesmos se mantêm no gestor EDS e no sistema PowerStudio Scada..

A partir da aplicação Scada poder-seão configurar remotamente os equipamentos associados em cada centro bem como o seu controlo e estado.

Article-telecom-gestion-intermedia-pt

  • Gestão em centro de controlo

O tratamento de todas as infraestruturas de comunicações deve gerir-se a partir de um servidor central, obtendo uma visão global das instalações.

Para tal, deve instalar-se um servidor com a plataforma PowerStudio Scada Deluxe. Esta plataforma global adicionará os diferentes PowerStudio Scada localizados nas transferências de gestão intermédias para alimentar-se a da base de dados e centralizar a gestão de todas as infraestruturas.

Ou seja, a partir da aplicação central ter-se-á a visibilidade dos diferentes servidores intermédios que, por sua vez, permitem a visualização e o controlo do sistema local comandado por diferentes EDSs com os seus respectivos equipamentos de gestão e controlo.

Uma vez desenvolvida a plataforma central, os dados ficarão automaticamente guardados em tal servidor, podendo transmitir toda a base de dados a outros sistemas já implementados. A aplicação permite enviar dados directamente através de SQL (através de módulo de conversão para este formato), serviço WEB ou XML.

Para além disso, como já se disse anteriormente, os equipamentos EDS poderão enviar alarmes via SNMP directamente ao servidor central de alarmes da empresa de telecomunicações, integrando-se perfeitamente nas infraestruturas existentes.

Article-telecom-gestion-control-pt


PowerStudio Scada is the energy management software from CIRCUTORPowerStudio é o software de gestão energética da CIRCUTOR

Software PowerStudio Scada para o controlo em CENTROS INTERMÉDIOS

PowerStudio Scada

  • Visualização de variáveis em tempo real
  • Criação de base de dados
  • Representação gráfica
  • Representação em tabela de dados
  • Criação de ecrãs SCADA
  • Criação de relatórios personalizados
  • Envio e relatório de alarmes (sucessos)
  • Servidor XML
  • Exportação de dados (.txt e .cvs)

Exemplos de aplicação do software PowerStudio Scada / Deluxe

Exemplos de aplicação do softwarePowerStudio Scada / Deluxe

Software PowerStudio Scada DELUXE para o controlo do CENTRO DE CONTROLO

PowerStudio Scada DELUXE

Power Studio Scada Deluxe + :

  • Unidade genérica Modbus (adicionar quaisquer equipamentos de mercado com protocolo Modbus)
  • Cliente OPC, (Envia dados aos sistemas OPC)
  • Multiponto PSS (Adiciona outros PSS num único sistema de controlo e gestão)

SQL DATA EXPORT

  • Converte a Base de Dados em SQL e exporta-a automaticamente para sistemas terceiros

Article-telecom-ejemplo-pue-pt

Exemplos de arquitectura global do sistema

1. Gestão local
EDS + equipamentos de gestão e controlo.

2. Gestão intermédia
Servidores com software PowerStudio Scada para a gestão de dados e controlo (1) de instalações locais.

3. Gestão do centro de controlo
Servidor central com o PowerStudio Scada Deluxe para controlar os sistemas de gestão intermédia (2) e gestão local (1) Sistema de gestão de base de dados SQL, XML ou WEB. Sistema de gestão de alarmes SNMP provenientes de equipamentos de EDS (1)

Exemplos de arquitecturaglobal do sistema

Conclusões

A CIRCUTOR como empresa dedicada ao sector da eficiência energética, brinda as empresas de telecomunicações com a arquitectura necessária para a gestão e controlo de todos os seus centros, dispondo de um grande portefólio de equipamentos, TODOS dedicados à melhoria da eficiência energética.

Em resumo, através da instalação do sistema proposto, as empresas de telecomunicações poderão melhorar nos seguintes aspectos:

  • Segurança na continuidade do fornecimento
  • Gestão correcta e redução do consumo em sistemas de refrigeração
  • Redução do gasto eléctrico através da medição e de acções preventivas das diferentes cargas
  • Redução dos gastos eléctricos através da compensação de energia reactiva
  • Melhoria do indicador de factor energético (PUE), adequando-se aos níveis aconselhados pela Comissão Europeia
  • Controlo de alarmes críticos
  • Auto-facturação para se adiantar ao recibo da empresa eléctrica„„
  • Gestão global e centralizada das infraestruturas de comunicação (estações remota ou centros de processamento de dados).

 

 

Transferir em formatopdf PDFes  en  de  fr  pl  pt

 
 

Mais informação sobre Protecção e Reconexão diferencial

 
 

Mais informação sobre Protecção e reconexão, magnetotérmica e diferencial

 
 

Mais informação sobre Protecção e reconexão magnetotérmica

 

Consultar novidades na Seção Novidades.
Seguir as mensagens no Twitter, e LinkedIn.

Cómo evitar penalizaciones por máxima demanda

As 3 regras essenciais para a selectividade em protecções diferenciais

ligado .

Uma parte importante dos disparos intempestivos numa instalação deve-se a uma falta de coordenação de selectividade entre as protecções diferenciais. Com boas práticas de instalação poderemos solucionar grande parte dos disparos de protecções diferenciais.

A selectividade das protecções diferenciais deve ser tanto horizontal como vertical. Neste artigo abordaremos as 3 regras essenciais para a selectividade vertical.

Para garantir a selectividade vertical correcta dever-se-ão cumprir 3 condições:

  • Selectividade amperimétrica
  • Selectividade cronométrica
  • Selectividade de tipo

Selectividade amperimétrica

 Selectividade amperimétrica

 

Esta condição dever-se-á cumprir para que o valor de sensibilidade do diferencial ligado a montante (I∆1) seja mais do dobro da sensibilidade do diferencial ligado a jusante (I∆2).

Por exemplo, um diferencial com uma sensibilidade de 30 mA (I∆2) poderia dispor de um diferencial de 100 mA (I∆1) ou superior a montante.

Com selectividade amperimétrica estaríamos a cumprir apenas uma das três condições com a qual a selectividade seria apenas parcial.

  Esquema Selectividade amperimétrica

Selectividade cronométrica

 Selectividade cronométrica

 

Esta condição deve garantir que um diferencial ligado a montante (t1) não actúe antes de um diferencial a montante (t2) para qualquer valor de corrente.

Os tempos de resposta dever-se-ão manter abaixo dos limites de segurança.

Conjuntamente com a selectividade amperimétrica, conseguiremos uma selectividade total.

  Esquema Selectividade cronométrica

Selectividade de tipo

 Selectividade de tipo

 

Para garantir a selectividade vertical, o tipo ou a classe de diferencial a montante deverá ser superior ou igual ao diferencial instalado a jusante.

Devido a uma maior exigência nas protecções diferenciais das instalações, requer-se, cada vez mais, protecções de tipo A e de tipo B, o que fará com que seja necessário respeitar a selectividade vertical segundo o tipo instalado a jusante.

  Esquema Selectividade de tipo

Selectividade vertical

Com os diferenciais RGU-2, RGU-10, RGU-10B e CBS4 de CIRCUTOR existe a oportunidade de nos adaptarmos aos requisitos de selectividade para qualquer instalação. Desta forma, podemos ajustar facilmente tanto os parâmetros de sensibilidade como os de tempo.

Protecção diferencial CIRCUTOR

Com um único diferencial podemos proteger desde uma pequena carga, um subquadro ou uma ligação geral. Tudo isto somado à sua ultraimunidade e às altas prestações (pré-alarme, ecrã e comunicações), tornam os diferenciais daCIRCUTOR a opção ideal para todo o tipo de instalação.

 

Francesc Fornieles Castells

Responsável de Mercados - Departamento de Gestão Energética e Qualidade de Rede.
Markets Manager - Energy Management and Power Quality Division

circutor32x32

Contacto

CIRCUTOR, SA
Vial Sant Jordi s/n, 08232
Viladecavalls (Barcelona) Spain
Tel: (+34) 93 745 29 00
Fax (+34) 93 745 29 14

Serviço de Assistência Técnica

(+34) 93 745 29 19

SAT