We use our own and third-party cookies to improve browsing and provide content of interest.

In continuing we understand that you accept our Cookies Policy. You can modify the cookies storage options in your browser. Learn more

I understand

Artigos

Gestão bancária no México

ligado .

Gestão bancária no México

A importância de realizar uma boa gestão da energia

Cada vez se torna mais importante realizar uma boa gestão da energia; por este motivo, a CIRCUTOR colaborou com um dos grupos bancários mais importantes de México no sentido de implantar um sistema de monitorização e registo. Este grupo está presente em mais de 160 países, sendo assim um banco de referência a nível mundial. 

Devido à necessidade de hacer um uso racional da energia eléctrica, o grupo bancário decidiu instalar um sistema de medição e registo de energia em mais de 200 escritórios de México DF.

O contador CIRWATT B permite armazenar dados do fornecimento eléctrico,  controlar os excessos pontuais de consumo e corrigir desvios.
O contador CIRWATT B permite armazenar dados do fornecimento eléctrico, 
controlar os excessos pontuais de consumo e corrigir desvios.

O principal objectivo do projecto é registar num sistema Scada o consumo eléctrico para poder comparar os diferentes hábitos de consumo dos seus escritórios e realizar acções de melhoria na gestão da eficiência energética. Através do referido sistema (Power Studio Scada), agrupam-se os consumos energéticos de escritórios, por superfície, e cada um deles gera simulações mensais da factura de electricidade, antecipando-se ao recibo enviado pela CFE (Comisión Federal de Electricidad) (Espanha). Deste modo simples, pode apresentar uma lista dos escritórios de maior e menor consumo para corrigir hábitos energéticos detectados e, inclusive, propor melhorias. Além do registo de energia, os equipamentos instalados armazenam dados do fornecimento eléctrico tales como a tensão fornecida pela CFE ou a potência, facto que permite controlar os excessos pontuais de consumo e corrigir desvios.

Gestão bancária no México

O novo modelo de contador CIRWATT B PREMIUM é capaz de registar todos os parâmetros eléctricos necessários e colocá-los no seu sistema de monitorização e controlo: Power Studio Scada. Mediante uma ligação directa de área local (LAN) consegue-se a total implementação do sistema em cada filial bancária, criando assim um sistema de gestão individual por escritório.

Em todos os projectos de poupança e gestão da eficiência energética, é importante dispor de um sistema robusto e fiável, capaz de proporcionar uma visão global da instalação para realizar, de forma intuitiva, acções correctivas atempadas. Graças à solução CIRCUTOR, já não é necessário esperar para receber a factura de electricidade, visto que a qualquer instante podemos visualizar a energia ou a potência consumida em cada intervalo horário. Deste modo simples, controla-se se a instalação funciona de uma forma eficiente, podendo avaliar se a potência contratada é a correcta ou se a iluminação e o sistema de ar condicionado se adequam às necessidades reais.

Gestão bancária no México

A CIR-MEX é a empresa distribuidora de soluções com mais experiência em integração de sistemas de monitorização e aquisição de dados da Circutor no México. Este projecto foi desenvolvido graças à sua larga experiência neste tipo de soluções. A CIRCUTOR crê firmemente neste tipo de soluções, que ajudam a conseguir melhorias energéticas e económicas em clientes tanto de médio como de grande consumo eléctrico.

Em conclusão, podemos asegurar que os sistemas de gestão de energia da CIRCUTOR dotam todos os tipos de empresas com as ferramentas necessárias para conseguir um elevado nível de Eficiência Energética Eléctrica. O êxito conseguido no projecto bancário é bom exemplo disso.

pdf Transferir este artigo em formato PDF

Gestão e Controlo energético

ligado .

Gestão e Controlo energético

Exemplo de poupança energética em concessionário de automóveis Citroën

A 3SL Aplicaciones Integrales Eléctricas é uma empresa dedicada ao mundo da instalação eléctrica. Devido às fortes subidas dos custos da energia eléctrica e ao consumo do mercado interno, especializámo-nos na assessoria energética, para poder oferecer aos nossos clientes uma maior rentabilidade das suas instalações.
www.tressl.es

 

Tipo de instalação:
Concessionário de automóveis CITROËN GARAJE ELOY

  • m2 de exposição: 1.305
  • m2 de oficinas: 4.085
  • m2 de escritórios: 330
  • m2 de armazém: 500
  • Tarifa de acesso: 3,0 A
  • Companhia comercializadora: Endesa
  • Potência contratada: 175 kW
  • Consumo anual em kW-Euros 2012: 260.000 kW – 55.000 € aproximadamente
 

Com o fim de poder optimizar os consumos das instalações, nos últimos 5 anos criámos um equipamento técnico para desenvolver e implantar um sistema de controlo das energias, tanto eléctricas como de gás, ar, nitrogénio, etc. 

Realizamos um controlo remoto dos equipamentos instalados via Internet, armazenamos todos os dados num servidor seguro e posteriormente tratamos estes dados para depois realizar uma análise e actuar sobre os equipamentos com o fim de conseguir a maior eficiência possível. Desta forma, conseguimos poupanças de energia muito importantes, que se traduzem numa redução dos gastos gerais.

A título de exemplo, temos uma instalação cuja actividade é a de concessionário de automóveis:

  • Superfície de exposição de 1.305 m2
  • Superfície de oficinas de 4.085 m2
  • Superfície de escritórios de 330 m2
  • Superfície de armazém de 500 m2

Para poder analisar a instalação deste cliente, instalámos equipamentos do fabricante CIRCUTOR. Previamente, realizámos uma inspecção visual das instalações para determinar que pontos eram os mais críticos em termos de consumo. A parte da exposição de automóveis com atendimento ao público, pela sua área em m2 e pela orientación solar que possui, é a mais complicada de climatizar pelo que decidimos controlar os consumos de climatização e iluminação da mesma. 

 segundo o consumo que temos em nossas instalações podemos saber a "pegada" de CO<SUB>2</SUB> que estamos a deixar na atmosfera
Segundo o consumo que temos nas nossas instalações, podemos saber a "pegada" de CO2 que estamos a deixar na atmosfera

Seguidamente, decidimos controlar o consumo geral instalando equipamentos CIRCUTOR no quadro geral, com o fim de poder comparar leituras reais com as facturadas pela comercializadora, controlar a energia reactiva, o consumo de potência, etc. 

O investimento foi realizado em equipamentos de gestão e controlo e é inferior a 4.000 €, sendo composto por um equipamento de controlo EDS e 4 analisadores CVM MINI no quadro da climatização. No quadro geral, instalou-se uma unidade EDS 3G e um analisador de redes CVM MINI.

exemplo de como num mesmo ecrã do software de controlo energético da CIRCUTOR PowerStudio
Exemplo de como, num mesmo ecrã do software de controlo energético da CIRCUTOR PowerStudio:
• Consumos gerais
• Consumos equipamentos de climatização
• Consumo iluminação de exposição
• Temperatura exteriores e exposição

No secção de melhorias, foi realizado um investimento inferior a 5.000 € repartido por três blocos; o primero são as melhorias realizadas para o controlo da climatização com a instalação física das sondas de temperatura e os relés de controlo para a colocação em funcionamento dos climatizadores 

O segundo bloco é o apoio técnico para a programação das temperaturas e os calendários de funcionamento automático das máquinas, além do controlo via Internet de todos os parâmetros e geração de alarmes on-line.

O terceiro bloco correspondeu à instalação de uma bateria de compensação de energia reactiva, para suprimir a geração da mesma. Calcula-se um retorno de investimento num prazo inferior a um ano.

Um dos grandes atractivos deste sistema é que o utilizador pode consultar a qualquer momento e a partir de qualquer parte do mundo o estado da sua instalação, podendo até actuar sobre ela, receber mensagens de correio electrónico de alarmes predefinidos e, desta forma, antecipar-se a futuras avarias ou a facturas desmesuradas de energia.

Os resultados são realmente entusiasmantes, pois estamos a obter reduções de 11% a 24%, dados reais de 2012-2013.

O dado do mês de Agosto é realmente espectacular, pois a entidade obteve uma poupança (relativa ao mesmo mês do ano anterior) de 28,74%, desenvolvendo a mesma actividade que no ano anterior.

 EDS, CVM MINI e a bateria de condensadores da série OPTIM da CIRCUTOR foram os produtos utilizados na instalação do concessionário, para melhorar a eficiência e a poupança energética

EDS, CVM MINI e a bateria de condensadores da série OPTIM da CIRCUTOR
foram os produtos utilizados na instalação do concessionário, 
para melhorar a eficiência e a poupança energética

EDS / EDS 3G, Novos Data logger com servidor Web integrado Auditando 365 dias por ano 

É um dispositivo industrial simples e potente, capaz de mostrar através do seu Servidor WEB e XML integrados, todas as variáveis eléctricas procedentes de analisadores de redes ou outros dispositivos de campo, directamente relacionados com a medição de consumos de electricidade, água, gás, etc.

CVM MINI, Analisador trifásico de redes eléctricas 

O ÚNICO analisador adaptável a quadros de distribuição de calha DIN de 3 módulos. 

Mede, calcula e visualiza os principais parâmetros eléctricos das redes trifásicas equilibradas e desequilibradas em valor real eficaz.

OPTIM 1, Bateria de condensadores

As baterias automáticas de condensadores série OPTIM são equipamentos concebidos para a compensação automática de energia reactiva em redes onde os níveis de cargas são flutuantes e as variações de potência têm carência de segundos, através da manobra por contactores.

A sua simplicidade de instalação, conjuntamente com a sua alta tecnologia e robustez, tornam a série OPTIM no equipamento ideal para compensar a reactiva em instalações onde os níveis de carga são flutuantes.

 

Conclusão:

Através da incorporação de equipamentos para a monitorização de parâmetros eléctricos obtém-se o conhecimento:

  • Da distribuição de consumos (em quê e quanto se consome)
  • O perfil de carga (quando se consome)

Isto permite, com os dados, relatórios e gráficos obtidos, tomar as medidas oportunas para:

  • optimizar e controlar permanentemente as instalações, facilitando a sua manutenção e fiabilidade
  • a obtenção de poupanças importantes e a sua influência na facturação anual de energia eléctrica
  • prever e verificar os consumos e a facturação de energia eléctrica, tanto geral como distribuídos por usos (iluminação, climatização, força motriz, etc)

Embora, através das actuações salientadas nesta reportagem, se prevejam poupanças de 11 a 24%, também dispomos de um documento detalhado denominado "Dossier-3SL-PLANTA EXPOSICIÓN Y VENTA DE VEHÍCULOS" (UNIDADE DE EXPOSIÇÃO E VENDA DE VEíCULOS), do qual se deduzem resultados de rentabilidade de 61% (poupança anual de 13.000 Euros) do investimento, que relativamente ao consumo total da unidade de produção representam 23,6% de poupança na facturação eléctrica anual.

 

Consumo total de energia reactiva em Euros

Consumo total de energia reactiva em Euros
Para suprimir a geração e o gasto de energia reactiva, foi instalada uma bateria para a compensação de energia reactiva da série OPTIM da CIRCUTOR.
Calcula-se um retorno de investimento num prazo inferior a um ano.

Consumo total de energia eléctrica em Euros

Consumo total de energia eléctrica em Euros
Comparação da poupança energética em Euros em 2012 e 2013.
Obtiveram-se reduções de 11% a 24% 
É possível observar que, desde o mês de Junho (data da implantação do sistema de poupança energética na sua totalidade), diminuiu o consumo de energia eléctrica em Euros, podendo-se também apreciar a mesma alteração com o gráfico de consumo de reactiva.
Obtiveram-se reduções de 11% a 24%

pdf Transferir este artigo em formato PDF

 

Relatório diferencial RGU-2

ligado .

1.- Resumo:

As instalações eléctricas actuais e as novas normativas exigem muito mais às protecções diferenciais. Neste artigo, um técnico convidado explica o novo equipamento RGU-2, preparado para estes desafios, assim como para economizar na manutenção de instalações.

RGU-2
RGU-2

2.- Introdução:

As instalações eléctricas actuais dispõem cada vez mais de equipamentos receptores que incorporam electrónica, para não dizer a maioria.

Os receptores que incorporam electrónica influem na instalação eléctrica de várias formas:

  • Geram distorção harmónica na corrente que consomem.
  • Geram fugas de corrente, à frequência de rede, 50 Hz, e a frequência mais alta, em condições normais de funcionamento.
  • No momento de ligação à alimentação eléctrica geram um pico de corrente de fuga.
  • No caso de uma falha de isolamento, a corrente de fuga pode não ser sinusoidal, por exemplo pulsatória.

Exemplos de equipamentos que incorporam electrónica:

Computadores, luzes de baixo consumo, vitrocerâmica, máquina de lavar roupa, máquina de lavar loiça, microondas, carregadores de telemóvel, equipamentos de ar condicionado, carregadores de veículos eléctricos, secadora, máquinas, ferramentas...

Todos estes receptores geram, em condições normais de funcionamento, correntes de fuga na instalação eléctrica e isto provoca uma maior susceptibilidade de disparo das protecções diferenciais.

3.- Diferencial RGU-2

O novo equipamento RGU-2 proporciona-nos os seguintes detalhes técnicos, que nos ajudam a ter uma instalação protegida e, ao mesmo tempo, que não se produzam disparos intempestivos da protecção diferencial, portanto maior garantia de fornecimento.

Margem de disparo:

A norma de fabrico de diferenciais estipula que a margem de disparo deve situar-se entre 50 e 100% da sensibilidade; por exemplo um diferencial de 30 mA deve disparar entre 15 e 30 mA.

O que sucede se temos um diferencial cuja sensibilidade de disparo é de 16 mA e outro de 25 mA?

  • Os dois diferenciais cumprem a legislação vigente.
  • O primeiro disparará antes do segundo.
  • Se, além disso, afirmamos que numa instalação, sem qualquer avaria, existe sempre uma corrente de fuga, o primeiro será sempre muito mais sensível ao disparo.
  • Se ocorrer também, no momento da ligação da alimentação eléctrica, o aparecimento de uma corrente de fuga transitória, é muito mais fácil que o mais sensível dispare antes.

O que nos é disponibilizado pelo RGU-2:

  • A sua margem de disparo está compreendida entre 85 e 100% da sua sensibilidade.
  • Portanto, proporciona-nos mais garantia de fornecimento, mais robustez e fiabilidade.
Margem de disparo
Sensibilidade
diferencial [mA] 
Diferencial
padrão [mA]
Diferencial
RGU-2 [mA]
30 15 - 30 25 - 30
300  150 - 300 255 - 300
500 250 - 500 425 - 500
1000 500 - 1000 850 - 1000

Classe de diferencial:

Os diferenciais mais habituais que são instalados são os de classe AC, mas só detectam correntes de fuga alternas de 50 Hz. Portanto, não são os adequados para instalar quando existirem receptores que incorporem electrónica.

Estes equipamentos têm marcado o símbolo:

Classe AC

O RGU-2 é um equipamento capaz de detectar correntes de fuga alterna e pulsatória, classificando-se como classe A.

Os equipamentos de classe A têm marcado o seguinte símbolo:

Classe A

Portanto, o RGU-2 proporciona-nos mais segurança na nossa instalação, uma vez que é capaz de detectar uma corrente de fuga tanto alterna como pulsatória.

Sensibilidade com a frequência:

Outro detalhe importante é saber como se comporta com a frequência ou diferencial. Os diferenciais normais são sensíveis à corrente alterna de 50 Hz.

Isto seria suficiente se na instalação não houvesse receptores com electrónica.

O RGU-2, além de ser sensível à corrente de 50Hz, é menos sensível às correntes de frequência superior. Isto à primeira vista poderia parecer que não seria bom em termos de segurança eléctrica, mas isso não é de todo correcto.

Devemos ter presente que:

  • Os receptores que incorporam electrónica geram fugas de alta frequência.
  • O corpo humano é mais sensível a 50 Hz que a 500 Hz, querendo isso dizer que numa frequência superior é necessária mais corrente para produzir os mesmos efeitos.

A norma internacional CEI 479-2 indica os valores de corrente que uma pessoa pode suportar em função da frequência da corrente. O diferencial RGU-2 ajusta a sua sensibilidade aos limites estabelecidos pela norma de segurança.

Outro factor importante que se deduz da resposta face à alta frequência é que redunda numa melhor imunidade aos saltos intempestivos, pois se a maior frequência corresponde menos sensibilidade, isto implica no fundo que o diferencial é mais robusto às perturbações, transitórias, que nos possam chegar pela própria rede eléctrica

Conceito da Ultra-imunização:

O RGU-2 é um diferencial Ultra-imunizado!
Mas que quer dizer isto e o que proporciona à nossa instalação?

Popularmente, conhecem-se os diferenciais ultra-imunizados como aqueles que não disparam por falsos alarmes, custando-lhes isso o salto intempestivo frequente.

De ondem vêm estas qualidades?, pois basicamente, com base nos dados que já descrevemos, e que resumimos outra vez:

  • Margem de disparo entre 85%-100% da sensibilidade.
  • Resposta em frequência, em concreto à redução da sensibilidade com o aumento desta.
  • Mais imunidade às transitórias da rede.

Outras características do RGU-2:

O novo RGU-2 proporciona-nos as seguintes características:

  • Visualização clara e simples, através de barra de LED ou com indicação do valor exacto de fuga no ecrã LCD.
  • Ampla gama de toroidais externos.
  • Sensibilidade de ajuste: 30, 100, 300, 500 mA, 1, 2, 3, 5 A.
  • Tempo de disparo ajustável: Instantâneo, Selectivo, 0.1, 0.2, 0.3, 0.5, 1, 2, 3, 5 segundos.
  • 2 Saídas para relé para indicação de pré-alarme e alarme.

Esquema de ligações RGU-2

Com todas estas características, é possível utilizar o diferencial RGU-2 para uma infinidade de aplicações, tanto para instalar em cabeceira, em subquadros e na protecção final de cargas, sendo também válido para redes em regime de neutro TT, TN-S e IT, tanto monofásicas como trifásicas com e sem neutro.

 

Joan Romans Artigas
Engenheiro Electrónico
Engenheiro Técnico de Telecomunicações

Francesc Fornieles Castells
ffornieles@circutor.es
Responsável de Mercados - Divisão de Qualidade de Rede
Markets Manager - Power Quality Division

 

Mais informações

A CIRCUTOR abre aqui uma secção para que os seus clientes e Parceiros enviem artigos técnicos, sobre a sua experiência com equipamentos e software da CIRCUTOR
Os artigos deverão ter um nível técnico adequado, para que cumpram um mínimo de informação explicativa e possam ser publicados.

circutor32x32

Contacto

CIRCUTOR, SA
Vial Sant Jordi s/n, 08232
Viladecavalls (Barcelona) Spain
Tel: (+34) 93 745 29 00
Fax (+34) 93 745 29 14

Serviço de Assistência Técnica

(+34) 93 745 29 19

SAT